Bar em Valinhos faz homenagem a Adoniran Barbosa

268

Hoje é comemorado o aniversário de um dos maiores sambistas de todos os tempos. Seu nome de batismo era João Rubinato. Nasceu em Valinhos, mas procurando resolver seus problemas financeiros, sua família vivia mudando de cidade. Se estivesse vivo, Adoniran Barbosa completaria 108 anos.  Para comemorar a data, indicaremos o Adoniran Bar em Valinhos. Em homenagem ao pai do samba paulista, o Bar oferece música ao vivo com bebidas e porções, em clima acolhedor. O mestre é tema e o homenageado na criação de um bar conceito, que recebe seu nome, “Adoniran”, e resgata em sua decoração e paredes os valores culturais e a alegria do artista. A família de Adoniran cedeu o direito de uso do nome do artista para os empreendedores.

Na fachada, a assinatura do músico é a logomarca da casa. O sorriso, o olhar maroto e as ideias de Adoniran estão presentes nas paredes, nas bolachas de chopp e até nas portas dos banheiros. Tudo faz reviver o artista. Um enorme painel de fundo vermelho traz uma foto estampada no centro de uma parede bem no fundo do bar. Convivendo com personagens que foram importantes na sua história, inclusive os cães que o acompanharam por toda a carreira.

O seu primeiro sucesso como compositor vira canção muito conhecida nas rodas de samba, das casas de espetáculo: Trem das Onze. É bem possível que todo brasileiro conheça, senão a música inteira, ao menos o estribilho, que se torna intemporal. A música, que já havia sido gravada pelo autor em 1951 e não fizera sucesso ainda, é regravada novamente pelos “Demônios da Garoa”, conjunto musical de São Paulo (esta cidade é conhecida como a terra da garoa, da neblina, daí o nome do grupo). Embora o conjunto seja paulista, a música acontece primeiramente no Rio de Janeiro, com sucesso retumbante.