home

Como compor um home office confortável e funcional

149

Um ambiente que já faz parte da lista de prioridades para muitas pessoas é o home office. Seja ele para desenvolvimento de atividades profissionais ou para uso pessoal, é fundamental que ele seja agradável e prático.

Como pode ser um local para uso exclusivo de apenas uma pessoa ou pode ser utilizado por mais de um morador, o primeiro fator a considerar na hora de pensar o design é identificar quem são as pessoas que vão utilizá-lo e para qual finalidade. Um projeto para um profissional que atende clientes é bem diferente daquele feito para uma família onde os adultos estão trabalhando ao mesmo tempo em que as crianças estão fazendo seu dever de casa.

Com isso também fica mais fácil identificar quais serão os móveis e equipamentos necessários para o desempenho das tarefas e, assim, definir o tamanho da escrivaninha, a quantidade de cadeiras e a necessidade de lugares para guardar objetos.

Uma das grandes dificuldades de se ter um escritório em casa é a interferência da rotina doméstica no trabalho. Dessa forma, o ideal é que ele esteja localizado em um local com privacidade, dedicado para ele.

Entretanto, como nem todo mundo tem um cômodo na casa reservado especialmente para essa função, é possível adaptá-lo em outras áreas, como por exemplo, o quarto, onde somente a pessoa que vai utilizá-lo tem acesso.

Além disso, para um melhor aproveitamento, também pode ser considerado incorporar outras funções ao home office, podendo também aproveitá-lo como quarto de hóspedes.

A correta iluminação tem papel fundamental nesse ambiente, que precisa ser claro o suficiente, mas sem exagero.  Ao posicionar as luminárias, é necessário observar se objetos ou mesmo a posição que você ficará não provocará sombras na mesa de trabalho, dificultando assim o desenvolvimento das atividades.

Por ser um ambiente de longa permanência, é importante ficar atento às cores que serão empregadas. Cores fortes ou estimulantes, como o vermelho. Devem ser usadas com moderação, em pequenos detalhes para não serem cansativas. Cores claras e neutras são as mais indicadas.

Na hora de decorá-lo, aproveite para dar o seu toque de personalidade. Utilize objetos pessoais que lhe agradam e tragam tranquilidade e aconchego.

E, para finalizar, não se esqueça que as cadeiras, além de lindas. Precisam ser “muiiitooooo” confortáveis e adequadas ao tamanho de quem irá utilizá-las, para evitar dores e lesões.

Então, prepare o seu cantinho bom trabalho!

Super texto da  colunista Josi Banov Designer de Interiores –

@josi.banov.dint (19) 99203-3491
www.josibanov.com.br

Você pode gostar também: 

Automação residencial: luzes, conforto e diversão