gravidez

O exercício físico na gravidez: possibilidades de treino e sua importância

355

A prática da atividade física durante a gravidez vem sendo estudada ao longo dos anos, pois tem se mostrado fator primordial no resultado perinatal. Já sabemos que descrevemos atividade física como qualquer movimento produzido pelos músculos esqueléticos que resulte em um gasto energético maior que os níveis de repouso, nessas atividades incluem o exercício físico planejado e realizado de forma sistematizada.
Para a mulher grávida a atividade física regular é a garantia da saúde como um todo, do peso, do sistema cardiovascular e sistema muscular.
A gravidez constitui um período de inúmeras mudanças em que a prática de exercícios físicos poderá auxiliá-la para uma melhor adaptação biopsicossocial, de forma mais tranquila e com mais qualidade de vida.
A mulher que deseja engravidar deve estar preparada, pois existem vários fatores de influência não só a fertilidade, como também o resultado perinatal. O peso ideal é um deles, ou seja, as mulheres com índice de massa corpórea entre 18,5 kg/m e 24,9 kg/m têm menores chances de complicação no parto, maiores benefícios para a saúde do recém-nascido e para o retorno ao peso anterior à gravidez. A melhor maneira de manter-se nessa faixa de índice de massa corpórea é a prática de exercícios físicos, além de uma nutrição balanceada. O ginecologista em suas consultas deve sempre estimular a prática de exercícios físicos independente do período da gravidez.
Para promover uma prática de exercícios físicos seguros no período de gravidez deve-se pensar em uma atividade agradável e segura, lembrando sempre da individualidade biológica de acordo com as condições atuais, é importante ter a consciência de todas as fases de alterações hormonais e metabólicas. Essas modificações significativas ocorrem no aparelho locomotor e em consequência alteração postural e musculoligamentares.
Os exercícios devem contar com alongamentos; exercícios de musculação (exercícios abdominais, exercícios para as costas, membro superior e membro inferior) e exercícios cardiovascular, devem ser de moderada intensidade, isso quando falamos em grávidas saudáveis, quando analisamos uma gravidez de risco ou com algum problema cardiovascular é importante que o mesmo seja de baixa intensidade.

Espero que você tenha gostado!

Email: gomide_m@hotmail.com
Instagram: @ma.personal