primeiros socorros

Primeiros Socorros também na academia

240

Hoje falarei sobre “primeiros socorros“, um assunto que será de extrema relevância aos educadores físicos e praticantes de atividades físicas, porém pouco discutido nos meios sociais. Sabendo que a Educação Física, na sua intervenção profissional, trabalha com diversas práticas corporais e suas manifestações, pode-se afirmar que o professor dessa disciplina está suscetível a vivenciar. Durante as suas aulas, situações em que os alunos necessitem de atendimento de emergência, em virtude de lesões causadas pelo movimento do corpo.

Como todos sabem muitas vezes algum mal súbito pode ocorrer com qualquer um de nós. E, em algumas situações, o professor não terá de imediato esse atendimento proporcionado por socorristas, há de se supor que, por ser a pessoa mais próxima da vítima, naquele momento, o professor acaba sendo o responsável pela prestação de primeiros socorros.

Os primeiros socorros são definidos como uma série de procedimentos simples que têm como objetivo resolver situações de emergência, feitas por pessoas detentoras desses conhecimentos, até a chegada de atendimento médico especializado. Os primeiros socorros são habitualmente mencionados em situações graves de emergência, embora sejam igualmente relevantes em casos como escoriações, lesões, hemorragias, engasgo, entre outros.

Considerando que podem ocorrer acidentes nas aulas de Educação Física, promovendo risco de vida ou levando à situações desastrosas, com consequentes sequelas devemos ter atenção especial em relação aos primeiros socorros. Todos nós deveríamos ter noções de primeiros socorros, uma vez que algo pode acontecer com seu parceiro de trabalho, algum familiar ou amigos. Você pode realizar um treinamento básico em casa mesmo, os britânicos desenvolveram um site chamado Life Saver (https://life-saver.org.uk/) o qual eles reportam casos da vida real e você será testado com o que fazer, pelo computador.

Diversos estudos apontam que a chance de reanimar um paciente com parada cardiorrespiratória diminui de 7 a 10% por minuto (tendo chance de sobrevida em apenas 8 minutos), portanto, sem o devido atendimento, a vítima pode falecer em poucos minutos. Houve diversos casos em academias grandes em que não sabiam prestar os primeiros socorros e o aluno veio a óbito. Portanto, responsabilidades com os alunos e beneficiários das atividades físicas perpassam os direitos constitucionais, civis, penais e, sobretudo, a ética profissional.

Algumas dicas de primeiros socorros

  1. Avalie a situação e o local;
  2.  Manter a calma e segurança do local;
  3. Chamar por socorro (192): diga qual o caso, endereço, etc;
  4. Verifique se a vítima está consciente chamando por ela ou perguntando seu nome e pressionando seus ombros;
  5. Verifique sua respiração (ver, ouvir e sentir), se estiver inconsciente desobstrua a passagem de ar retirando qualquer obstrução visível da boca da vítima e inclinando a cabeça da vítima para trás;
  6. Verifique o pulso colocando os dedos na região imediatamente lateral a traqueia no local onde se encontra a artéria carótida.

Se a vítima estiver em parada cardiorrespiratória deve-se iniciar a manobra de ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Ajoelhe-se ao lado da vítima, encontre o ponto correto da compressão cardíaca coloque suas mãos (mantendo os braços estendidos e perpendiculares a superfície) e empurre o peito da vítima em direção ao solo com um movimento firme abaixando o peito da vítima por aproximadamente 5 centímetros. Apenas interrompa quando o socorro especializado chegar.

Pratique, você pode salvar uma vida!

Até Mais!! Andrea Vidal

Dúvidas: andreavidalpersonal@gmail.com