propostas

Propostas para mais atitude de vida

232

“Esse negócio de praticar atividade física, fazer drenagem linfática e dieta não funciona” – foi o que ouvi de uma cliente no começo do ano que estava infeliz com o próprio corpo, reclamando de tudo: criança, marido, dinheiro, sol, chuva… é com esse perfil de pessoa que mais gosto de conversar quando estou no meu trabalho, pois essas pessoas me dão todas as ferramentas necessárias que preciso para dar uma sacudida nelas e fazerem elas tomarem uma atitude para a vida. Adoro isso. Me inspira.

A primeira pergunta que eu fiz: “Você é o tipo de pessoa que gostaria de ter por perto?”-  a primeira reação foi olhar bem feio para mim como se eu a estivesse acusando de um crime (na verdade estava).

No decorrer de uma conversa com um delicioso chá pudemos perceber juntas, que quando enxergamos problema  em tudo ao nosso redor, é normalmente um bom sinal de que o problema somos nós mesmas.

Sugeri então que ela precisava cuidar da sua saúde de dentro para fora, falei de dietas saudáveis, de atividade física e de uma boa drenagem para que ela se sentisse cuidada e se priorizando para a vida.

Nesse momento, o que notei, foi que ela realmente percebeu que sim, estava se matando aos poucos e reverter essa situação era urgente.

Qual a melhor maneira de as coisas começarem a caminhar de uma maneira mais plena e tranquila, se não a gente se enxergar com cuidado?

Tem que malhar sim (e muito), tem que fazer dieta para a vida toda e, claro, que a tal drenagem é o momento e indulgência que todo mundo deveria se presentear ao menos uma vez na semana.

O passado não pode ser mudado e o presente, é como o próprio nome diz, uma dádiva para construirmos um futuro brilhante. Cabe a nós essa tarefa. Somos espelhos e tudo o que eu desejo para essas pessoas com certeza volta para mim. Se eu desejo que elas sejam mais felizes e cuidadosas consigo, meu cuidado comigo aumenta. Quero ser exemplo para essas pessoas se inspirem em mim para suas vidas.

De preferência com um delicioso chá. E ao meu lado.

Um beijo,

Ana Zalaquett