consumo

Tentação de consumo: entenda porque perguntar, “eu preciso ?”, não é suficiente!

169

Consumo: Hoje tirei um tempinho raro, para nós mulheres, pra ficar no sofá e ver TV. Nesse tempinho, vi um comercial de uma rede de cosméticos.  Onde a modelo olha os produtos, e diz: Não preciso, mas quero! Bingo!!! Essa rede escancarou a verdadeira razão do consumo feminino. E agora colegas defensores da boa educação financeira pessoal?

E agora, vamos tratar da verdadeira questão de falência financeira pessoal de maneira realista. É pouco produtivo para nós mulheres, o conselho: Antes de comprar, pergunte-se: “eu realmente preciso?” Essa é uma das razões que a forma de discutir finanças com mulheres deve ser diferenciada.  Muitas vezes não precisamos, mas queremos comprar, o que vira praticamente uma necessidade….rs.

A orientação mais adequada para quem precisa economizar ou quer economizar para construir poupança e investimentos, é perguntar-se: Por que eu quero, mesmo sem precisar? Qual o benefício que esta compra vai me trazer que compense eu gastar esse dinheiro agora para diminuir meus rendimentos futuros? Quais ocasiões e frequência de uso deste item?

Muitas vezes, ao se perguntar a mulher percebe que: “Compra o que não precisa, com o dinheiro que não tem, para impressionar quem não gosta” . Essa é uma tradicional frase nos livros de educação financeira que deve ficar registrado em nossas agendas, porque quando pensamos por esse prisma, percebemos ser mais ou menos inteligente na compra do “eu quero” .

Desta forma, queridas e queridos leitores. Não importa se precisamos ou queremos comprar, o que realmente deve ser decisor na hora da tentação, é a relação de perdas e ganhos, detectada facilmente com as perguntas acima.

Boas economias! Até a próxima!

Lisa Carolla do Portal Sempre Valiosas

Email: semprevaliosas@gmail.com